11 de jun. de 2019

"A FLOR DO MATO", meu segundo livro de imagem

"A FLOR DO MATO" (FLOWER OF THE WOODS), my second picture book



Uma borboleta, uma flor, um encantamento... do fundo da mata vem um misterioso chamado.

A butterfly, a flower, a spell... from the deep woods there comes a mysterious call.  





















SINOPSE / SYNOPSIS

Num pequeno sítio próximo à mata vive um menino, só com os pais e seu cão. Certo dia, atraído por uma borboleta, ele encontra nessa mata uma misteriosa menina de longos cabelos.

A história se baseia numa lenda regional que conheci há muitos anos. É bastante popular no interior do Nordeste brasileiro, mas quase desconhecida no restante do país.


A boy, ­­his parents and a dog live in a small ranch near the woods. One day, lured by a butterfly, the boy finds in this forest a mysterious girl with long hair.

The story is based on a regional legend, very popular in Brazilian Northeast countryside, but almost unknown to the rest of the country.

The girl of the story, also known as “Flower of the Woods”, is a magical entity, a spirit of the woods.





A LENDA / THE TALE

Em algumas áreas rurais do Nordeste – principalmente nos estados da Paraíba, de Pernambuco e do Ceará – o povo crê numa entidade feminina que habita as matas e as protege. Ela tem muitos nomes, dependendo da região: Comadre Florzinha (ou Fulozinha), Maria Florzinha, Caboclinha, ou ainda Flor do mato.

Por vezes é descrita como adulta, mas nas histórias em que a chamam de Flor do mato tem sempre a aparência de uma menina. Traiçoeira, pode tanto ajudar como prejudicar as pessoas que, por algum motivo, adentram a mata sem lhe pedir a devida licença. Há relatos de caçadores e seus cães atacados pelos longos e poderosos cabelos da “Florzinha”. Por via das dúvidas, às vezes lhe deixam um pouco de fumo, mingau ou mel.

Os mais antigos contam que a Flor do mato gosta de atrair crianças para a parte mais profunda da mata. Dizem que algumas delas nunca mais voltam.

Só sei que aos quatorze anos, quando li pela primeira vez uma de suas histórias, escrita por Herberto Sales, quem ficou encantado fui eu.




In some of the Brazilian northeast rural areas – mainly in the states of Paraíba, Pernambuco and Ceará – people believe in a female entity that inhabits the woods and protects them. She has many names, depending on the region: "Comadre Florzinha" (Little Flower Godmother), "Maria Florzinha" (Little Flower Mary), "Caboclinha", or "Flor do Mato" (Flower of the woods).

She is sometimes described as an adult, however, in the stories in which she is called Flor do Mato she always looks like a girl. Treacherous, she can either help or hinder people who, for some reason, enter the woods without her permission. There are reports about hunters and their dogs being attacked by 'Little Flower’ long and powerful hair. They sometimes offer her some porridge or honey just in case.






The elders say that Flower of the woods likes to lure children into the deepest part of the woods. They say some of them never come back.

I only know that at the age of fourteen, when I first read one of her stories written by Herberto Sales, I fell under her spell.



O ESTILO / THE STYLE

As ilustrações desse livro se inspiram na estética do “Maracatu rural”, manifestação cultural com forte presença no interior do estado de Pernambuco.

Os grafismos do Maracatu, principalmente os dos trajes do personagem “Caboclo de lança”, são formados por estampas florais e arabescos multicoloridos, de grande personalidade e impacto visual.





Fonte/source: Site "Estética do Maracatu rural" (http://www.esteticadomaracatu.com.br/)


This book’s illustrations are inspired by the aesthetics of the "Maracatu rural", a cultural event with a strong presence in Pernambuco state's countryside.

The graphics of Maracatu, specially the costumes of the character "Caboclo de lança", are composed by floral prints (or patterns) and multicolored arabesques, with strong personality and visual impact.




PRODUÇÃO / PRODUCTION

O livro foi publicado em 2018 pela Editora Bergamota, pertencente ao Grupo Positivo, e agenciado pela PIPA Agência de Conteúdos Infantojuvenis.

The book was published in Brazil by Bergamota Publishing House, part of Positivo Group, and represented by PIPA Literary Agency.



PRÊMIOS E SELEÇÕES / AWARDS AND NOMINATIONS

­­­– Selecionado pelo PNLD Literário 2018 – maior programa governamental de aquisição de livros para escolas públicas brasileiras. 

– Premiado no concurso "Image of the book 2018", realizado em Moscou, na Rússia, na categoria “Livro de autor” (ver post sobre a cerimônia de premiação no Illustrators Café, durante a Feira do Livro Infantil de Bolonha de 2019).

– Selo Altamente Recomendável 2019, da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil), na categoria Livro de Imagem

– Selecionado pela mesma FNLIJ para representar a produção anual brasileira na Feira de Bolonha 2019.

– Selecionado no BOOK ILL FEST 2019concurso internacional de ilustrações realizado em Novi Sad, na Sérvia.

– Finalista no Prêmio 2018 da AEILIJ (Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil), pelo conjunto de suas ilustrações.

– Foi matéria da revista “ÉPOCA”  (link abaixo). 



– Selected to the 2018 edition of the Literary PNLD - the largest governmental program of book acquisition for Brazilian public schools.

– Awarded in "Image of the book 2018" contest, from Moscow, Russia, in the 
"Book of author" category (the award ceremony was held in the Illustrator’s Coffee, at the 2019 Bologna Children’s Book Fair).

– "2019 Highly Recommended seal" by FNLIJ (Brazilian IBBY Section), in the Wordless Book category. 

– Selected by the same FNLIJ to represent the country in Brazilian stand at the 2019 Bologna Children's Book Fair.

– Selected to the 2019 BOOK ILL FEST, an international illustration exhibition held in Novi Sad, Serbia.

– Nominated to the 2018 Award by AEILIJ (Brazilian Children’s Books Writers and Illustrators Association), for its illustration set.

 – It was subject of a four-page article on a famous Brazilian magazine, "ÉPOCA" (link below, article in Portuguese).




6 de jun. de 2019

MIGRATIONS - Open hearts, open borders


Recebi o catálogo da exposição itinerante Migrations, projeto beneficente para o qual enviei duas ilustrações em 2017. A exposição, uma bela iniciativa do ICPBS - International Center for the Picture Book in Society, vinculado à Universidade de Worcester (Reino Unido), foi montada com cartões postais criados por ilustradores do mundo todo – necessariamente com imagens de aves. Seu objetivo é o de trazer ao público, por meio das imagens e das frases criadas, reflexões sobre a imigração, assim como angariar recursos para programas de apoio a imigrantes.


Respeitando o formato horizontal dos postais, o catálogo traz uma seleção dentre os muitos trabalhos enviados – tendo me honrado com a inclusão de uma das minhas imagens. Roger Mello, grande artista brasileiro, também está lá!

Meu postal no catálogo / my postcard in the catalogue

Postal de Roger Mello / Roger Mello's postcard

Exibida nas Bienais de Nami e Bratislava, Migrations segue voando livremente por aí!! Obrigado, Piet Grobler, pelo importante convite, e David Ross, pelo envio da publicação.
No fim do post, matéria do The Guardian sobre o projeto e o link para compra do catálogo pela Amazon.

HELP MAKE THIS BOOK FLY!


I have received a catalog of the traveling exhibition Migrations, a beneficent project for which I sent two illustrations in 2017. The exhibition, a great initiative of ICPBS - International Center for the Picture Book in Society, University of Worcester (UK), was set up by postcards created by illustrators from around the world – necessarily with pictures of birds. It aims to bring, through the images and phrases created, some reflections about immigration, as well to raise funds for immigrant support programs.
Respecting the horizontal format of the postcards, the catalog shows a selection from the many works sent – making me honoured with the inclusion of one of my images. Roger Mello, a wonderful Brazilian artist, is also there.
Exhibited at the Biennials of Nami and Bratislava, Migrations continues to fly freely around!! Thanks, Piet Grobler, for the important invitation, and David Ross, for sending the publication. 

Below, an article about the project from "The Guardian" and the link to buy the catalogue by Amazon.

THE GUARDIAN

AMAZON